Marcadores

sexta-feira, abril 29, 2016

Operação Fornalha tira alguns elementos de sirculação.

A operação denominada fornalha aconteceu na madrugada de sexta feira (29)em São Miguel do Guamá em comprimento a 18 mandatos de prisão expedido pela Justiça.

A policia Civil e a equipe da DRCO prendeu a todos 10 pessoas, 6 motos, 1 carro, armas e mercadorias supostamente roubadas.

O Delegado Ronaldo Lopes de Oliveira comandou esta operação e sitou os apelido dos que foram preso são eles, Neguinho, Sandro da Mundoca, Rose, Ravênga, Dubal, Cavalo, Mamute, Saulo, Toninho bocão e Thica.

Todos estão presos a disposição da Justiça.




Curtir
Comentar

quinta-feira, abril 28, 2016

Mulher é agredida em Maracanã



 


No início da noite desta Quarta feira dia 28, Danyele do Rosário Costa, 35 anos, conhecida na cidade como "Pretinha",trafegava em sua moto na Rua Espírito Santo, às proximidades do cemitério São Miguel Arcanjo, em Maracanã, no nordeste paraense, quando foi derrubada por três pessoas que estavam de tocaia e violentamente agredida.
 
Segundo testemunhas, a agressora teria contado com a proteção do irmão e namorado, para que ninguém socorresse a vítima, que não podia se defender em razão do veículo ter caído em cima de seu corpo.
 
A confusão logo repercutiu na rede social Facebook, onde uma postagem do internauta Andrey Siqueira, relatando e opinando sobre os fatos, serviu como cenário de diversas discussões. Segundo a postagem do internauta, a agressão foi covarde e uma "casinha" para a vítima.
 
Na internet, o internauta relator do fato diz que supostamente a agressão teria sido comemorada por pessoas ligadas a grupo político em Maracanã por meio do WhatsApp. A confusão já tomou nuances de ofensas na internet e continua agora pela manhã.
 
A vítima realizou os exames de praxe e registrou o fato na delegacia de Polícia Cívil e aguarda as providências legais.
 
Por outro lado, a discussão continua instalada na rede social "Facebook" no perfil público de Andrey Siqueira.

 
Da Redação do Blog do Ítalo

segunda-feira, abril 25, 2016

Polícia Civil incinera drogas apreendidas no primeiro trimestre do ano em Rurópolis



A Polícia Civil incinerou, ontem, mais de 1,1 quilo de maconha, droga apreendida como resultado de operações policiais de repressão ao tráfico de drogas, realizadas por policiais civis e militares, na região de Rurópolis, sudoeste paraense, nos primeiros três meses do ano. A incineração ocorreu nos fornos de uma cerâmica, localizada na rodovia Transamazônica, bairro Aeroporto, sede do município.
Drogas incineradas
Drogas incineradas
A condução da droga até o local foi coordenada pelo delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho, por volta de 10h, junto com servidores da Secretaria de Saúde do Município. Conforme o delegado, as drogas passaram por exame pericial de constatação e confecção de laudo definitivo no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Santarém. Já, antes da incineração, peritos realizaram nova pesagem e perícia de amostragem.

O delegado ressalta que, para realizar a incineração, foram observadas as normas previstas na Lei nº 11.343/2006 quanto à vistoria do local, onde as drogas seriam queimadas, antes e depois de efetivada a destruição.
Foi lavrado Auto Circunstanciado pelo delegado junto ao escrivão Ronivaldo da Silva Colares para certificar a destruição total das drogas na presença de testemunhas. Estiveram presentes o secretário de saúde de Rurópolis, Otoniel Rosa Ferreira; o representante da Vigilância Sanitária; Flávio Renato de Sousa; o servidor público Jair Zanetti; o auxiliar Administrativo da delegacia, Raeudson Costa; o investigador de Polícia Civil, Marcos Aldrin, além de funcionários da cerâmica e populares.

quarta-feira, abril 20, 2016

Faça um bom investimento

Vende-se este veículo tipo Baú totalmente perfeito,todo legalizado pronto para trabalhar e recuperar o seu dinheiro investido, aos interessados é  só entrar em contato com proletário pelo Fone: 9 8704-4356. 



terça-feira, abril 19, 2016

Curtissimas da semana

 Mulher tenta suicídio contra a propiá vida na Cidade de Castanhal, a mesma se jogou de cima do monumento cristo na Cidade Modelo.
 Jovem é baleado no do Umarizal na noite de segunda feira na Cidade de São Miguel do Guamá.

 Elementos que tiraram a vida do policial estavam em um hospital, outros elementos armados entram no hospital e passaram o sal neles




Policia se depara com elemento armado com um revolver calibre 38 e uma trouxa a base de pó de pasta de cocaína, o mesmo que revidou contra a policia levou a pior.

segunda-feira, abril 18, 2016

Preso em São Miguel do Guama, a associação criminosa pela prática de crime de roubo em uma rede de farmácia do município


A Polícia Militar e Civil de São Miguel do Guamá em operação em conjunto conseguíam efetuar a prisão dos elementos acusados de envolvimento no assalto a 'Big Bem'.

Segundo informações, Welison Reis da Cunha,foragido de justiça, Genivaldo da Silva Travassos, ambos de 28  e a menor M.V.P, foram presos por volta das 17h,sendo que o nacional, Rogério da Luz Pinho encontra se foragido.

Equipes empenhada na missão: Delegado Ronaldo Lopes, Tenente 'A. lima', soldados Sebastião e Magalhães, Wanderson, Marcondes, cabo Rodrigues,  além dos investigadores Ocelio e Vasconcelos.





































Extraída do Blog do Manoel Silva.

quarta-feira, abril 13, 2016

Polícia Civil apreende armamento usado em roubos a bancos e resgates de presos no Sudeste do Pará



Uma operação integrada envolvendo policiais civis dos Estados do Pará, Maranhão e Tocantins, resultou na apreensão de dois fuzis que haviam sido usados em assaltos a bancos nas regiões Sul e Sudeste do Pará. Os resultados da operação foram divulgados nesta segunda-feira, 11, em Parauapebas, sudeste paraense. O trabalho policial contou com policiais civis que atuam na Seccional de Parauapebas, Superintendências das Regiões Sudeste e Araguaia Paraense, do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI/Sul) e da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).
Segundo o delegado Gabriel Henrique Costa, diretor da Seccional de Parauapebas, o armamento apreendido pertencia a Edimar Teodoro Sampaio, que morreu em fevereiro deste ano e era apontado como o chefe de um grupo de extermínio ligado ao tráfico de drogas e assaltos a bancos.
Denominada de operação "Pé Direito", a ação policial vem sendo realizada há dois meses. Nesse período, explica o delegado, diversos criminosos já foram presos por envolvimento em crimes, como tráfico de drogas, homicídios e carros adulterados. Conforme o delegado, o mesmo armamento apreendido foi utilizado em ações de resgates de presos e roubos a bancos.